Aqui em casa uso água filtrada até pra cozinhar e recentemente ganhei (do meu pai lindo) um filtro de barro. Ai, como fiquei feliz!! Há tempos já queria um. Água mineral em garrafão deixei de consumir faz tempo (além dos escândalos mostrando que ela não é assim tão “pura”, ainda tinha o inconveniente (pra mim, que tenho 1,47 de altura e peso só 48 quilos) de colocar o garrafão na base. Estava usando filtro de carvão ativado, mas meu sonho mesmo era um filtro de barro.

Colin Ingram é um pesquisador cientista com mais de 40 anos de atividade e vários estudos sobre água potável. Seu principal trabalho é o livro The Drinking Water Book  (O livro da água potável, sem tradução para o português). Neste trabalho ele afirma que o melhor filtro de água DO  MUNDO é brasileiro: nosso filtro de barro com vela de cerâmica (uma das primeiras invenções criadas no Brasil ainda na época do império). E ele dá detalhes. Diz que este filtro é 99% eficaz em reter Criptosporidiose (parasita causador de problemas intestinais e dor de barriga), 95% de eficiência em reter o chumbo e ainda filtra alumínio, cloro, pesticidas e ferro

E por que o filtro de barro é o melhor?

Tudo se deve ao seu sistema de filtragem:

  • Primeiro porque suas velas são feitas de cerâmica, material poroso que retém as partículas sólidas.
  • Depois, a água passa pelo carvão ativado, no interior da vela, e aí é feita a filtragem dos gases, o que garante uma água sem cheiro e sem gosto.
  • Só que tem mais: segundo Colin Ingram, o fato da água passar pelas velas lentamente (e não sob pressão, como acontece nos filtros de torneira), é outro grande diferencial desses filtros. Para alguns essa “lentidão” na filtragem da água pode ser uma desvantagem, mas eu particularmente gosto muito de ouvir o gotejar da água dentro de filtro (chega a ser relaxante). Mas se você quiser mais rapidez, é só comprar um filtro de 4 velas, assim o recipiente de baixo enche mais rápido e não compromete a qualidade da filtragem.

Limpeza do filtro de barro

Antes de usar seu filtro novo você deve fazer uma higienização completa nele, por dentro e por fora usando apenas água limpa e uma esponja nova (eu usei bucha vegetal). E depois, no dia a dia, pra manter a eficiência do seu filtro é importante fazer limpeza periódica tanto das velas como o interior do filtro. Use somente água e uma esponja nova. Só isso, mais nada. Não precisa usar nenhum produto químico. Aliás, produtos químicos e abrasivos podem estragar a superfície da vela e com isso comprometer sua eficiência. Ideal fazer esta limpeza a cada 3 meses, ou quando as velas estiverem amareladas ou esverdeadas

Economia

Nas vantagens ainda tem o fator econômico. A primeira delas é que ele não gasta energia e mantém a água sempre fresquinha. A longo prazo já garante o retorno do investimento.

E ainda tem a questão de reposição. Eu não tenho a menor ideia de quanto custa um garrafão de água, mas um filtro de barro de 4 velas e 8 litros custa por volta de 120,00.  Considerando-se que é uma peça que dura mais de 1 vida (minha amiga tem um que foi do pai dela e minha mãe também tem um que era do meu avô) e que você só tem que gastar com a troca das velas quando elas não estiverem mais fazendo evento (vais saber quando a água não estiver mais cristalina e o gosto estiver alterado). Cada vela custa, atualmente, em média 6,00. Custa só isso garantir uma água limpa pra você e sua família.

Compensa, ou não compensa?

Compre certo

Pra finalizar, repasso a vocês a dica dos mais experientes. Atenção à qualidade do filtro que você compra.  Tem filtro que vasa, tem filtro que é mal acabado no interior e isso dificulta a limpeza, tem filtro que não tem estabilidade (balança) e tem filtros que não vem com velas de boa qualidade.  A dica que os mais experientes me passaram foi comprar filtros das marcas São Jorge ou João de Barro. Essas são as mais tradicionais e as mais confiáveis.

Depoimento pessoal

Eu estou com o meu já faz alguns meses.  As primeiras águas tem um gosto muito forte de barro e isso é normal em filtro novo. Esta água você pode dispensar. Use pra regar as plantas. Depois encha novamente o filtro, espera fazer a filtragem e vá testando pra ver se o sabor melhora. Aqui eu trocava a água 1 vez por dia e levou quase 1 semana pra normalizar o sabor.

Nunca gostei de água muito gelada, então a temperatura da água que sai dele, pra mim, é a ideal.  Isso ainda gerou uma economia extra: não preciso ficar abrindo e fechando geladeira pra pegar água como fazia antes. Agora se você gosta de água mais gelada, é só colocar uns cubos de gelo ou coletar água do filtro pra colocar na geladeira, só que, como eu falei, aqui eu não preciso disso.

Bom, meu filtro é um dos xodós da minha cozinha e virou até uma peça de decoração super estilosa.   Pra resumir, estou encantada.

E você, também tem um filtro desses na sua cozinha? Primeiro dono ou herdou de alguém? Conta aí o que você acha do seu filtro de barro. Quero saber 🙂

Harmonize-se!
Luz e Bençãos pra você!

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.