Sítio Araçá Crato CE Orgânicos

Caminhando pelo sítio Araçá ao sopé da Chapada do Araripe. O vento é suave e reconfortante nessa época do ano. Observo as nuvens no céu, mais abaixo, a copa das árvores e os pássaros pulando de galho em galho. Saio à procura de alguma fruta madura e encontro algumas incluindo o araçá silvestre.

Quando tudo o que você já comeu são frutas embaladas, muitas vezes amadeiradas e sem gosto vendidos em supermercados, colocar uma fruta selvagem na boca é uma revelação. Um presente da terra, doce, azedo, maravilhoso, perfeito e eles ainda deixam seus aromas no ar.

Ver e provar esses dons da natureza não pode deixar de fazer você pensar nos alimentos que a maioria de nós come. Fortemente processado e cheio de sal, óleo hidrogenado e xarope de milho com alto teor de frutose; carregado com produtos químicos; carregado de pesticidas; cultivado em fazendas industriais; tratado como qualquer outro produto produzido em massa, voltado para o mercado com custos por unidade baixos e lucros altos.

Essas colheitas são plantadas e colhidas neste país por uma força de trabalho em grande parte por trabalhadores rurais explorados e com baixa expectativa de vida.

Nosso tratamento da terra, da sujeira sob nossos pés, está diretamente conectado ao nosso sistema de produção de alimentos. Os poluentes que colocamos no solo aparecem em nossas compras. E todo o negócio miserável da agricultura deriva da natureza de nosso sistema econômico, que obriga toda empresa gigante, todo “empreendedor” a crescer, competir, considerar tudo e todos como mercadoria. Compre barato, venda caro. Essas são as palavras que dirigem toda a vida.

Texto e imagens gentilmente cedidos por José Renato Leite, proprietário do Sítio Araçá, em Crato-CE, que além de cultivar orgânicos se preocupa em preservar a flora e a fauna local. Gratidão, Seu Renato.  O mundo precisa de pessoas de força e consciência como o senhor.

Adriana Almeida

One thought on “Frutos da Terra – Por José Renato Leite”

  1. Parabéns pelo seu blog, pelo belíssimo trabalho que você vem realizando e, por fim, pela gentileza de registrar uma publicação minha no seu blog. Agradeço a sua atenção!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *